Clip Eco Sustentável – Maio – 3 Reviewed by Vida sustentável on . Clip Eco Sustentável Notícias e fatos que marcaram a semana sobre sustentabilidade, ecologia, reciclagem e modo vida. Semana - 20 de Maio.   Pesquisa afirm Clip Eco Sustentável Notícias e fatos que marcaram a semana sobre sustentabilidade, ecologia, reciclagem e modo vida. Semana - 20 de Maio.   Pesquisa afirm Rating:
Você está aqui:Home » Notícias » Clip Eco Sustentável – Maio – 3

Clip Eco Sustentável – Maio – 3

Vida Sustentável

Clip Eco Sustentável

Notícias e fatos que marcaram a semana sobre sustentabilidade, ecologia, reciclagem e modo vida.

Semana – 20 de Maio.

 

Pesquisa afirma que Reciclagem em Sorocaba pode ser melhorada – Os estudantes descobriram que cada morador produz 611 gramas de lixo por dia. Metade é de matéria orgânica e restos de alimentos, que pesam no transporte e sobrecarregam o aterro sanitário.

Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) regulamentará utilização de bicicleta elétrica – De acordo com a proposta estudada pelo Denatran, os veículos com velocidade de até 20km/h e com motor de até quatro quilowatts de potência serão enquadrados em normas específicas de circulação. A decisão de definir novas regras em âmbito nacional foi tomada após uma reunião, na última terça-feira, entre a direção do Denatran e representantes do governo estadual e da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Rio é um vendedor mundial de créditos de carbono – A cidade do Rio de Janeiro terá um Programa de Baixo Carbono, que será lançado durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), entre os dias 13 e 22 de junho. O plano vem sendo elaborado há 18 meses pelo Banco Mundial (Bird) e pela prefeitura.

Você conhece José Lutzenberger, o profeta da economia sustentável – Nunca antes na história se debateu tanto sobre as questões ambientais, em todos os níveis: econômico, político, social. Considerado assunto de hippies ou idealistas há 40 anos, o desenvolvimento sustentável – do ponto de vista financeiro, coletivo e ambiental – já é palavra de ordem em muitas empresas brasileiras. Algumas ainda engatinham, usando o termo mais na hora do discurso do que na prática. Outras implementam cada vez mais iniciativas sustentáveis, e até avançam sobre a legislação, buscando, é claro, aumentar a competitividade.

SUDENE e o desenvolvimento sustentável – definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro. Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.

8 países são avaliados em pesquisa sobre importância da biodiversidade – Menos de 20% de 8 mil pessoas entrevistadas em várias partes do mundo pela organização suíça União para BioComércio Ético (Uebt) já ouviram falar sobre a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada de 13 a 22 de junho no Rio de Janeiro. Apenas 6% das pessoas ouvidas no Brasil, na França, Alemanha, Índia, no Peru, na Suíça, no Reino Unido e nos Estados Unidos demonstraram saber do que trata o evento.

O desenvolvimento sustentável deve partir do consumo para a produção – Grandes concentrações urbanas utilizam cerca de 75% do total de energia produzida no mundo. A essas metrópoles, José Luiz Alquéres dá o nome de “energívoras”. Ex-presidente da Light e atual presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro, ele defende um uso mais racional da energia, por motivos ambientais, mas principalmente econômicos.


Os três pilares da indústria de valorização dos resíduos sólidos
– Com a proximidade da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que será realizada de 20 a 22 de junho, é oportuno e pertinente analisar a questão relativa ao lixo urbano, também em pauta no Brasil, devido à recente aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela Lei 12.305.


Pinda+20 discute desenvolvimento sustentável e meio ambiente
– O que queremos para Pindamonhangaba para, no mínimo, daqui a 20 anos? Essa é a pergunta fundamental, que será respondida em conjunto com a população, na Semana do Meio Ambiente 2012 – Pinda+20, que será realizada pela Prefeitura de Pindamonhangaba de 1 a 6 de junho, no Parque da Cidade.

Concurso ‘Heróis do Futuro’ tem inscrições abertas para alunos do Sesi-SP e Senai-SP – Sensibilizar os estudantes da rede Sesi/Senai sobre os desafios do desenvolvimento sustentável. É este o objetivo do concurso “Heróis do Futuro”, parceria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) com a Federação das Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e uma das iniciativas das instituições ligadas à temática da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio +20), evento que acontece de 13 a 22 de junho no Rio de Janeiro.

Os Países de língua portuguesa priorizam economia verde inclusiva – Economia verde inclusiva, produção rural sustentável e preservação da água são prioridades ambientais dos oito países que integram a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) – que fizeram em maio a 5ª Reunião dos Países da CPLP, na Ilha do Sal, em Cabo Verde. O documento com a proposta dos países lusófonos será apresentado durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

A cidade de São Paulo recicla apenas 1,2% dos resíduos produzidos – Conforme informações publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo, a média de reciclagem na cidade é de apenas 1,2%, considerada muito baixa. Os outros três bairros com os melhores índices de reciclagem são: Santo Amaro, com 4%, Pinheiros, que recicla 3,5% e Lapa, com 2,4%.

Brasil vai defender criação de novo índice para medir desenvolvimento mundial – O governo brasileiro vai defender a criação de um novo índice para medir o desenvolvimento no mundo durante a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). Segundo Karen Suassuna, diretora de Mudanças Climáticas do Ministério do Meio Ambiente, as métricas utilizadas hoje, como o Produto Interno Bruto (PIB) e o Índice de Desenvolvimento Social (IDH), não traduzem mais a realidade dos países.

Voltar para o topo