As piscinas são realmente seguras para a saúde ? Reviewed by Vida sustentável on . As piscinas são realmente seguras? Eu particularmente detesto piscinas, pois a alta concentração de cloro realmente me faz mal, de pois de algumas horas minha r As piscinas são realmente seguras? Eu particularmente detesto piscinas, pois a alta concentração de cloro realmente me faz mal, de pois de algumas horas minha r Rating: 0
Você está aqui:Home » Sustentabilidade » As piscinas são realmente seguras para a saúde ?

As piscinas são realmente seguras para a saúde ?

As piscinas são realmente seguras? Eu particularmente detesto piscinas, pois a alta concentração de cloro realmente me faz mal, de pois de algumas horas minha respiração já se torna deficiente e tenho que sair imediatamente. Em alguns países são proibidas piscinas aquecidas cloradas, já que o vapor que emana das piscinas podem ser tóxicos.

Mas vamos falar de poluentes comuns, que nós mesmos podemos gerar, se é que você me entendeu.

As piscinas são realmente seguras para a saúde ?

Aquecimento Global - Piscina

Abaixo as principais maneiras com que podemos contaminar a água de uma piscina.

 Urina – De acordo com uma pesquisa uma em cada cinco pessoas  faz xixi na piscina. Embora você provavelmente não pegue uma doença com isso, mas muito xixi pode ser um risco potencial para a saúde. Quando o cloro se mistura com a urina, resulta em subprodutos potencialmente tóxicos e como sabemos que a água da piscina nunca é trocada, este risco é mais comum que você imagina.

Suor – Com que frequência você toma banho antes de entrar na piscina?  Como a urina, o suor adicionado ao cloro pode ser uma mistura volátil. Segundo pesquisadores , se as concentrações dos subprodutos tóxicos forem suficientemente altas, elas podem irritar o sistema respiratório, a pele e os olhos.

Fezes – As fezes tem sido a maior causadora de doenças diarréicas mais comuns ligadas às piscinas. O Cryptosporidium é um protozoário que pode causar um tipo de diarreia em humanos e animais e sua transmissão  é fecal-oral. É um parasita que dura até 10 dias em água devidamente tratada como as de uma piscina, a incidência de doenças causadas por este protozoário dobraram nos EUA entre 2014 a 2016.

Voltar para o topo