Dieta Mediterrânica Ajuda a Prevenir Mal de Alzheimer Reviewed by Vida sustentável on . Segundo médicos britânicos, uma alimentação baseada na dieta mediterrânica é a melhor  maneira de prevenir a demência,  ao contrário da administração de medicam Segundo médicos britânicos, uma alimentação baseada na dieta mediterrânica é a melhor  maneira de prevenir a demência,  ao contrário da administração de medicam Rating: 0
Você está aqui:Home » Modo de Vida » Dieta Mediterrânica Ajuda a Prevenir Mal de Alzheimer

Dieta Mediterrânica Ajuda a Prevenir Mal de Alzheimer

Segundo médicos britânicos, uma alimentação baseada na dieta mediterrânica é a melhor  maneira de prevenir a demência,  ao contrário da administração de medicamentos “duvidosos”.  Esses  destacados médicos britânicos enviaram uma carta aberta ao secretário da saúde britânica, pedindo que se invista mais em políticas de prevenção  e não só no tratamento da demência. Na carta, os pesquisadores tentam persuadir as pessoas a consumirem mais frutas frescas, vegetais, frutos secos, peixes e azeite . Essa é possivelmente a melhor estratégia disponível para prevenir a demência, nomeadamente como Mal de Alzheimer.

 
Dieta Mediterrânea reduz significativamente o risco de Ataque Cardíaco

 

Prevenção do Mal de Alzheimer

 

Esperamos que esta crise possa ser encarada como uma oportunidade para uma mudança verdadeira de políticas,  em direção a uma dieta mediterrânica, e não em direção aos benefícios dúbios da maior parte dos medicamentos”, escreveu o grupo na carta.

 
Para corroborarem com o seu conselho, os médicos sublinharam que existem vários estudos que comprovam os benefícios desta dieta no combate à demência, mas  estas evidências “convincentes” têm sido largamente ignoradas.
“Basta apenas olhar para o que as farmacêuticas podem fazer, que realmente não é muito. Queremos alguma atenção na prevenção. Educar todas as gerações, incluindo os nossos filhos, sobre a importância de uma boa alimentação na manutenção da saúde na terceira idade é um projeto que vai levar anos, mas é absolutamente essencial”, afirma Simon Poole, um dos médicos signatários da carta.

 
Apelamos aos decisores políticos para não só apoiarem o cuidado e tratamento daqueles que já sofrem de demência, mas também para investirem significativamente os trabalhos que vão revelar benefícios para além do período temporal correspondente a um ou dois mandados de governação”, acrescenta.

Veja também Dieta Mediterrânea reduz significativamente o risco de Ataque Cardíaco

[Fonte]

Voltar para o topo