Central elétrica osmótica Reviewed by Vida sustentável on .   Essa nova tecnologia é simples e gera eletricidade simplesmente misturando água, estima-se que o potencial global da energia osmótica seja de 1.600-1.700   Essa nova tecnologia é simples e gera eletricidade simplesmente misturando água, estima-se que o potencial global da energia osmótica seja de 1.600-1.700 Rating:
Você está aqui:Home » Energia alternativa » Central elétrica osmótica

Central elétrica osmótica

 

Essa nova tecnologia é simples e gera eletricidade simplesmente misturando água, estima-se que o potencial global da energia osmótica seja de 1.600-1.700 TWh por ano, equivalente a 50% da produção energética total da União Europeia. Centrais de energia elétrica osmótica podem, em princípio, estar localizadas em qualquer lugar que haja água doce correndo para o mar; elas não produzem ruído ou emissões poluentes e elas podem ser integradas em áreas industriais existentes, por exemplo, nos porões de edifícios industriais.

A empresa Statkraft acaba de inaugurar o primeiro protótipo de energia osmótica do mundo, capaz de gerar potência explorando a energia oriunda da mistura de água doce com água do mar. A energia osmótica é uma fonte renovável sem emissão de poluentes que tem sido pesquisada pela Statkraft por 10 anos e que será capaz de oferecer uma contribuição global substancial à produção de energia favorável ao meio ambiente.

Segundo o ministro norueguês de Petróleo e Energia, Terje Riis-Johansen, “soluções energéticas inovadoras são fundamentais para atender aos desafios climáticos e estou feliz pelo fato de uma empresa norueguesa estar na liderança no desenvolvimento dessas tecnologias”

O protótipo terá uma capacidade de produção limitada e destina-se, primariamente, a testes de desenvolvimento. O objetivo é ser capaz de construir uma central de energia elétrica osmótica comercial dentro de alguns anos. Estima-se que o potencial global da energia osmótica seja de 1.600-1.700 TWh por ano, equivalente a 50% da produção energética total da União Europeia. Centrais de energia elétrica osmótica podem, em princípio, estar localizadas em qualquer lugar onde haja água doce correndo para o mar; elas não produzem ruído ou emissões poluentes e podem ser integradas em áreas industriais existentes, por exemplo, nos porões de edifícios industriais.

A Statkraft tem pesquisado sobre energia osmótica desde 1997 e desenvolveu esse protótipo em cooperação com organizações de P&D de diversos países. O projeto atraiu enorme interesse no mundo todo e diversos convidados internacionais participaram da inauguração. Na Europa, a Statkraft é a maior empresa de energia renovável. O grupo desenvolve e gera energia hidroelétrica, energia eólica, energia a gás e aquecimento urbano à distância, e é um dos principais intervenientes no intercâmbio energético na Europa. A Statkraft também desenvolve energia marinha, energia osmótica, energia solar e outras soluções energéticas inovadoras. Em 2008, a Statkraft registrou receitas operacionais brutas de 3,1 bilhões do euros. O grupo emprega 3.200 funcionários em mais de 20 países.

Fonte e Fonte

Sobre o autor

Apenas alguem em busca de uma vida sustentável, um mundo mais feliz, que respeite a natureza e que use a tecnologia em beneficio de todos, principalmente da vida.Veja mais artigos de

Número de entradas : 1512
Voltar para o topo